sexta-feira, 9 de setembro de 2016

Ferrugem


Batizado como Jheison Failde de Souza, Ferrugem, do bairro de Campo Grande, Rio de Janeiro, com 27 anos traz sua paixão pelo samba desde criança, quando já ouvia o mestre Zeca, o grupo Fundo de Quintal, entre muitos bambas do samba.


Depois de muito batalhar pra conseguir um tantã, aos 13 anos comprou o seu e foi à luta pra aprender sua paixão. Saia de casa escondido para frequentar as rodas de samba da região.

Fã do cantor Péricles, uma de suas referências musicais começou a gravar canções próprias e interpretações de outros compositores jogando tudo que podia na internet. Começou assim, sua carreira cheia de originalidade na forma de cantar.Ganha diversos fãs e admiradores no Rio Grande do Sul, primeira cidade fora do Rio de janeiro a se apresentar. Em Porto Alegre a música “Mar Felicidade” pôs o cantor entre um dos mais queridos do público local.


Em 2011 surge a oportunidade de se apresentar em São Paulo. Logo cria sua própria roda, a Roda De Samba do Vila Duca, na Vila Olímpia. Dali sai à música “Meu Bem” sucesso nas rádios, principalmente em São Paulo e sul do Brasil.


Uma nova fase surge para o cantor, o ano de 2014 lhe presenteia com a parceria da Gold Produções, administradora de sua carreira, e assina com a gravadora Warner Music.


O CD
CLIMATIZAR, chegou nas lojas na segunda quinzena de março/2015 e teve o lançamento oficial no dia 10 de abril, no Barra Music, maior casa de shows do Rio de Janeiro, marcando também o lançamento da turnê homônima. Conta com 14 faixas, entre elas sete inéditas, com duas autorais. Uma trazendo a participação da cantora Anitta, além das outras seis que somam sucessos na carreira deste carioca com uma das vozes em maior evidência no samba.

-“A vida pra mim é música, pois ela me inspira, faz com que eu me mova. Tudo que eu vejo vira canção. Através dela eu me divirto, trabalho, ponho o nosso pão de cada dia em casa, e ainda é meu hobby... a música pra mim é uma atitude, um estilo que escolhi pra viver”! Declara Ferrugem!

Em “Ensaboado”, primeira faixa do projeto mostra o artista em sua plenitude com o samba romântico. A segunda canção, que da nome também ao projeto, “Climatizar”, colocou de vez Ferrugem no mercado fonográfico, entrando o ano de 2015 como um dos mais celebrados e tocados nas rádios do país, como também um dos mais cantados por artistas do segmento e até de outros ritmos como o forró e o sertanejo. - Logo após vem “Locomotiva” que da uma acelerada no ritmo. Na quarta composição, “Paciência”, retrata o lamento do sambista num amor que não deu certo. Na seqüência romântica, “Tentei Ser Incrível” conta a força do narrador em fazer dar certo o seu relacionamento; “Saudade Não é Solidão” e “Tomando Coragem”, onde o artista canta sua tentativa de reconquista. “Celebridade” oitava da seleção fala da importância da pessoa amada em sua vida. Seguindo num plano mais pra cima “Ninfomaníaca”, uma brincadeira a mulher fogosa.

A décima faixa, “Namorado” conta com a participação especial de Anitta: - “Foi uma surpresa o casamento das nossas vozes. Fiquei muito contente com o resultado e envaidecido com a participação desta estrela. Isso que a Anitta é, pois ela simplesmente brilha”. Declara o cantor Ferrugem.

Definindo sua veia romântica, canta “Vem Meu Bem”, “Ah Se Um Dia” e “Casa Azul”. Encerrando com chave de ouro, ou seria “voz de ouro”, Ferrugem interpreta uma das canções que mais o comove, “Conversei Com Deus”.

O álbum tem a produção assinada por Lincoln de Lima, bem como os arranjos, exceto nas faixas “Namorado”, que tem parceria com Tavinho Meneses, e, “Casa Azul" e "Ninfomaníaca”, de Marcos Valério.

A direção é de Wagner Vianna, gravado no LDL Studios (RJ) por Jairo Moreira.

Climatizar é um convite a celebração do samba, da canção, do amor. Nele o cantor relata sentimentos, alegrias, saudosismo e muita qualidade musical.



fonte

http://www.cantorferrugem.com.br/#*

quinta-feira, 8 de setembro de 2016

Junior Berger


O cantor Júnior Berger começou no pop rock, já tocou forró, mas atualmente trabalha com o estilo sertanejo. “Ainda estou descobrindo será minha vocação. Comecei no pop, cantando pop rock. Eu tinha uma banda, só que chegou um determinado momento em que vi que aquilo não era minha área. Eu sai da banda, depois disso outras me procuraram. Cheguei a participar de uma banda de forró, depois formei minha banda própria e comecei minha própria trajetória”,(Em entrevista para Simone Castro e Helder Vilela, ele contou sobre o início de carreira, trabalhos musicais, rotina de shows, relação com os fãs e vaidade)..


Sobre os planos para o futuro, o cantor releva que está se preparando para lançar seu segundo clipe. “Estamos bolando um clipe novo, já temos uma música nova – o nome é “Sente Falta”. Tem tudo pronto, só no pronto de esquematizar para fazer o clipe”, diz Berger adiantando que o trabalho deve ser lançado dentro de um mês.


O cantor, que já pensa em fazer sucesso nacionalmente, também está fechando parceiras para fazer shows no Ceará e Maranhão e destaca sua entrega como diferencial. “Acho que esse é o segredo, ser você o tempo inteiro”, defende.


Júnior Beger também comenta o relacionamento com os fãs e fala sobre seu visual. Além diss, no final do papo com Simone Castro e Helder Vilela também tem mais um clipe do cantor, a canção ‘Sei que cê volta”. (Assista ao vídeo abaixo e confira a entrevista completa aqui)