domingo, 6 de fevereiro de 2011

Joyce e Tutty


A cantora carioca Joyce lança seu mais recente trabalho, "Samba Jazz& Outras Bossas", em parceria com o baterista Tutty Moreno. O disco servirá de base para o show que a dupla faz no dia 5 de março no Festival Jazz & Blues de Guaramiranga...

Cantora. Compositora. Instrumentista. Nascida e criada na Zona Sul do Rio, Joyce começou a tocar violão aos 14 anos de idade, observando seu irmão, o guitarrista Newton, amigo de músicos da bossa nova como Roberto Menescal e Eumir Deodato. Mais tarde, estudou com Jodacil Damaceno (violão clássico e técnica) e Wilma Graça (teoria e solfejo). Graduou-se em Jornalismo pela PUC-Rio.




Fica então, a dica para todas as gerações que gostam da boa música popular brasileira, aí vai um recado: adquira urgentemente o CD "Samba Jazz & Outras Bossas". A dica é ainda mais imperativa para quem não conhece o trabalho de Joyce, cantora, compositora e violonista carioca que teve seu momento midiático quando foi uma das finalistas do Festival MPB 80, com sua criação "Clareana".

O álbum em questão traz ao cantora trabalhando com o baterista Tutty Moreno, seu parceiro musical constante, com quem é casada desde 1977. O disco é uma espécie de estreia da dupla, que nunca tinha assinado um trabalho completo juntos, apesar da dezenas de colaborações em gravações nos últimos 30 anos. O CD "Samba Jazz& Outras Bossas" foi lançado originalmente em 2007, pela gravadora inglesa Far Out, com 13 faixas.



Joyce e Tutty Moreno explicam o projeto já no encarte: "Este (CD) é nosso tributo à musica que embalou nossa adolescência nos anos 60 - o samba-jazz e seus geniais criadores: Luiz Eça,Edison Machado, Durval Ferreira, J. T. Meirelles, Paulo Moura, Dom Salvador, Tamba Trio, Bossa 3, Rio 65 Trio e tantos outros bambas".



Garoto

O CD foi disponibilizado em nova edição no finalzinho do ano passado. Saiu pela gravadora Biscoito Fino, acrescido de um tema, "Garoto", homenagem ao versátil violonista Aníbal Augusto Sardinha. Antes, a música havia aparecido numa versão instrumental. Ela ganhou uma letra confessional assinada por Joyce: "Cresci ouvindo Garoto/ tocado por meu irmão/ naquele tempo lá em casa/não tinha televisão,não/ Garoto e seu violão/tudo ficava moderno/ do choro ao samba-canção".

Joyce explica a inclusão da composição, agora letrada: "A música instrumental foi lançada na edição de 2007, e a letra só surgiu depois. Felizmente, coincidiu com o lançamento da Biscoito Fino. Resolvemos incluir também a versão cantada e foi uma situação urgente, do tipo ´parem as máquinas!´. Tive de gravar a voz e, consequentemente, o violão, como faço normalmente nos meus discos", explicou a cantora.



Repertório

Sobre a seleção dos temas incluídos em "Samba Jazz & Outras Bossas", o baterista Tutty Moreno faz um painel do conteúdo do álbum. "Embora o CD traga algumas músicas inéditas da Joyce, a escolha das composições foi pautada também em algumas músicas que ouvimos na nossa adolescência. Criações dos nossos ídolos desde os 15 anos e que nos influenciaram desde a década de 60".

Entre as regravações, "April child", criação do maestro Moacir Santos em parceria com os americanos Raymond Evans e Jay Livinsgtone; "Devagar com a louça", sucesso do sambalanço cantado por Miltinho e Elza Soares; e "Berimbau", afro-samba de Baden Powell e Vinícius de Moraes.

Há, ainda, o tema instrumental "Embalo", do pianista Tenório Júnior, desaparecido num episódio misterioso, em 1976, em Buenos Aires, quando acompanhava a dupla Toquinho& Vinícius em apresentações pela América Latina.

Joyce recorda o incidente: "Eu também estava nesta excursão com eles até Montevideo. Só não fui para a Argentina. O Tenório era um grande amigo de Tutty".

Sobre sua amizade com o pianista Tenório Júnior, Tutty Moreno relembra:
"Eu tinha uma grande amizade por ele. Era muito sarcástico, mas com bom humor. Era uma pessoa muito viva, além de ser um músico extraordinário. Como ele tinha cabelo grande, usava barba e falava espanhol fluentemente, devem ter confundido ele com outra pessoa. Depois, disseram que a repressão militar daqui tinha intercâmbio com a de lá, quando veio à tona coisas dessa época negra".



Casamento

Ao contrário de outros casais de artistas cujas relações duram pouco tempo, o casamento de Tutty Moreno e Joyce já conta 34 anos ininterruptos. O baterista lembra do início de tudo.

"Em 1977, em Nova Iorque, ela abriu uma casa noturna com espaço para a música popular brasileira, chamada Cachaça. Foi onde nos conhecemos. Entre outros grupos, se apresentavam o Dom Salvador e o Élcio Milito. Depois, já na casa de um amigo em comum, o saxofonista Ion Muniz, ela me ouviu tocar sax. Era meu segundo instrumento quando era jovem, antes de assumir definitivamente a bateria. Foi uma identificação imediata, tanto na vida quanto na música", resumiu Tutty.

O baterista já atuou com grandes nomes da canção popular brasileira. Tutty foi músico de estúdio e fez apresentações ao lado de Caetano Veloso e Gilberto Gil, no exílio londrino dos baianos. No CD, ele faz uma performance inusitada em seu universo profissional, retomando o sax-alto, no tema "Feijão com arroz". Ele explica que "em momento algum, eu me considero um multi-instrumentista.

O sax entra como o segundo instrumento que toquei, pois o primeiro foi o trumpete. Quando completamos 25 anos de casados, a Joyce me presenteou com um sax. Depois, tive algumas aulas com o Idriss Boudrioua. Daí, como o disco é só nosso, ela disse que era bom tocar uma com o instrumento. E eu toquei".

Ainda sobre o disco, Tutty Moreno faz uma panorâmica da atmosfera musical: "No que se refere às harmonias, todos os arranjos são da Joyce. Alguns outros, de sopros, nas músicas ´Mágica´, ´Garoto´ e ´Embalo´, foram do Nailor Proveta, instrumentista que também tocou sax- alto e clarineta no álbum". Sobre a mensagem de "Compositor", musicada por Joyce, com palavras de Paulo César Pinheiro.

A cantora diz, que a composição não é tão recente, ainda que toque em um dos assuntos em voga no campo das políticas culturais: o direito autoral, conquista dos artistas que tem pouco mais de um século. "As grandes corporações não querem pagar nossos direitos", alfinetou.

No Ceará

Tutty Moreno tem uma ligação direta com alguns músicos da geração do Pessoal do Ceará, tendo tocado em palcos e em estúdios nos anos 80 com alguns deles. O baterista acompanhou Joyce em dezembro do ano passado, no Festival Choro Jazz Jericoacoara. No evento, reencontrou o violonista cearense Manassés.

"Nós não nos víamos fazia muito tempo. No entanto, parecia que tínhamos nos encontrado no dia anterior, por conta da nossa amizade. Creio que a mesma coisa vai acontecer também quando eu encontrar o Fagner. Não o vejo faz tempo. Vai ser como se tivéssemos nos encontrado ontem", refletiu o baterista.

Ao ser perguntado sobre outros integrantes do Pessoal do Ceará com os quais teve contato direto, no palco, e de quem se tornou amigo pessoal. Tutty Moreno solicitou informações de Ednardo e Petrúcio Maia, que não vê há décadas.

Quando foi informado ao telefone que o autor da melodia de "Dorothy Lamour" havia passado para o lado do silêncio em 6 de maio de 1994, não conteve a emoção: "Estou chocado. Realmente não sabia da morte do Petrúcio. Era um músico e compositor muito bom e uma pessoa sensível. Pena. Aproveita para mandar um abraço para o Ednardo".

Joyce retorna ao Ceará para um show no dia 5 de março de 2011, integrando a programação do Festival de Jazz & Blues de Guaramiranga. A base do espetáculo, com temas vocais e instrumentais é a mesma do álbum. "A expressão maior é a composição. A voz e o violão são as ferramentas". O repertório será pautado no álbum novo.

A cantora dá detalhes: "Vamos com um quarteto: eu de voz e violão, o Tutty na bateria, o Rodolfo Stroeter no baixo e o Rafael Vernet no piano. Convido a galera para esse nosso show, pois vamos nos divertir muito no palco e espero que o público também se divirta, pois é para isso que a gente faz essa boa música brasileira".



FONTE


2 comentários:

Luís Cláudio Azeredo disse...

Você possui o link do disco "Mágica" do Tutty Moreno, partic. Joyce?

Beth disse...

Encontrei apenas estes:

http://www.discosdobrasil.com.br/discosdobrasil/consulta/detalhe.php?Id_Disco=DI06032


http://beemp3.com/download.php?file=18780716&song=Magica

http://www.radio.uol.com.br/#/album/tutty-moreno-featuring-joyce/magica/18495