quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Amor Em Quatro Atos


Letra e música de canções do Chico Buarque inspiraram os 4 episódios da microssérie "Amor em 4 Atos".



Versos que fazem parte da História da música popular brasileira e, mais ainda, da memória afetiva de muita gente: "Amor em 4 atos", microssérie que estreia no dia 11, na TV Globo, transpõe para a linguagem televisiva clássicos da obra de Chico Buarque.

Parte de um projeto do produtor Rodrigo Teixeira, que adquiriu os direitos de dez canções do compositor, os quatro episódios são inspirados em cinco músicas: "Mil perdões", "Ela faz cinema", "Construção", "Folhetim" e "As vitrines". O universo feminino, tão presente em todas as letras, será representado por atrizes como Alinne Moraes, Marjorie Estiano, Carolina Ferraz, Camila Morgado e Gisele Fróes.




As letras de "As Vitrines", "Construção", "Folhetim", "Ela faz cinema" e "Mil Perdões" estão, de alguma maneira, nos capítulos do programa, seja como base da história musicada pelo compositor, seja como tema, cenário, clima ou trilha sonora.

"Amor em 4 Atos" é uma parceria da Rede Globo com a produtora RT Features e produção executiva da Academia de Filmes. A direção-geral da microssérie é de Roberto Talma, com direção de Tande Bressane, Tadeu Jungle e Bruno Barreto. Antonia Pellegrino, Marcio Alemão Delgado, Estela Renner e Tadeu Jungle assinam os roteiros.

A microssérie vai ao ar de 11 a 14 de janeiro, logo após o "Big Brother Brasil 11".



CONSTRUÇÃO


-"Construção" foi o quinto disco do cantor carioca. Lançado em um dos períodos mais críticos do Regime Militar, o álbum representa uma mudança no trabalho do artista. Se antes Chico harmoniza Bossa Nova com composições veladamente críticas à ditadura brasileira, em "Construção" o cantor mostrou-se mais ousado - como mostra os versos iniciais de "Deus lhe Pague", faixa que abre o LP ("Por esse pão pra comer, por esse chão pra dormir").

Em "Samba de Orly", parceria com Toquinho e Vinicius de Moraes, Chico canta abertamente sobre o exílio - o que fez com que a canção fosse parcialmente censurada. A faixa-título é uma crítica sobre um homem que trabalhou arduamente até sua morte. Não faltaram também o lirismo característico do artista, como demostrado em "Olha Maria" e "Valsinha".

"Construção" foi eleito em uma lista da versão brasilieira da revista Rolling Stone como o terceiro melhor disco brasileiro de todos os tempos. O álbum também se encontra no livro "1001 Discos Para Ouvir Antes de Morrer", feito por jornalistas e críticos de música internacionalmente reconhecidos. A musica também é uma das poucas da lista de melhores discos da rolling stones que tem apenas um remix.

Meu único defeito foi não saber te amar

No primeiro episódio, no ar no dia 11, o casal Lauro (Dalton Vigh) e Maria (Carolina Ferraz) vivem uma crise. Depois de vários anos de convívio, de idas e vindas, o relacionamento está pautado pela desconfiança alimentada pelo ciúme da ex-mulher de Lauro, Dora (Gisele Froes).

Em uma festa na casa de praia do casal, organizada por Maria para o marido, o reencontro com Dora, que está acompanhada por Fernando (Dudu Azevedo), a música, a bebida, o passeio de barco e um lindo final de semana mexem com os sentimentos e instintos de todos, colocando à prova o amor do casal.

Ainda participam deste episódio, os atores Úrsula Corona, Marcelo Szpektor, Adriana Salles, Paulo Souza e Karen Bessa. "Meu único defeito foi não saber te amar" tem direção de Roberto Talma e Tande Bressane, com roteiro de Antonia Pellegrino e vai ao ar no dia 11 de janeiro, logo após o "Big Brother Brasil 11".

Ela faz cinema



No segundo episódio, que vai ao ar no dia 12, Letícia (Marjorie Estiano) é uma jovem cineasta que vive o sonho de finalizar seu primeiro clipe. Morando em um prédio, na região central de São Paulo, ela não consegue se concentrar por conta de uma obra que acontece no apartamento de cima.

Assim, ela conhece Antônio (Malvino Salvador), pedreiro da obra do apartamento vizinho. Eles se encantam um pelo outro, sem que Letícia saiba quem realmente é Antônio, porém a afinidade dois vai superar as diferenças.

A canção "Construção" também serviu de inspiração para este episódio, que ainda conta com a participação de Gero Camilo, Cacá Rosset, André Patricio, Martha Nowill, Paulo Cesar Pereio, André Frateschi, Duda Mamberti, Roberto Maya, Rosely Papadopol, Kenned Oliver, Victor Ribeiro, Pedro Costa, Wanessa Morgado, Maria Gal, Livia Izar, Alessandra Lia, Maxwell Pontes, Alexandra Paixão e Carolina Pontes.

"Ela faz cinema" tem direção de Tadeu Jungle, roteiro de Estela Renner e Tadeu Jungle e vai ao ar no dia 12 de janeiro, logo após o "Big Brother Brasil 11".

Folhetim e Vitrines

Os episódios "Folhetim" e "Vitrines", que vão ao ar nos dia 13 e 14, respectivamente, contam a história de Ary (Vladimir Brichita), que é casado com Selma (Camila Morgado), mas a união não vai bem. Depois de um desentendimento, ele sai de casa e vaga pelas ruas de São Paulo.

Entre um bar e outro, Ary conhece Vera (Aline Moraes), com quem passa a noite e por quem se apaixona. No dia seguinte, depois de ser surpreendido com a saída repentina de Vera, ele volta pra casa e só encontra um bilhete de Selma. Ary resolve, então, procurar um novo lugar para morar e coincidentemente vai morar no mesmo prédio de Vera.

Paralelamente à história de Ary, outros personagens também são desvendados durante os episódios como o de Ana (Alice Assef), travesti, melhor amiga de Vera; Marcos (Osmar Prado), misterioso homem que conhece a todos profundamente; e a própria Vera.

Também estão nos dois episódios Gustavo Machado, Maurício Marques, Luciana Paes, Nanda Costa, Bruce Gomlevsky, Fabio Yoshihara, Carol Manica, Kacau Gomes, Lulu Pavari, Fulvio Stefanini, Nando Prado, Rodrigo Fregnan, Ravel Cabral, Roneu Fracchini, Delisiee Marinho Teixeira, João Bresser e Luiz Di França.

"Folhetim" e "Vitrines" têm direção de Bruno Barreto, roteiro de Marcio Alemão Delgado e vão ao ar nos dias 13 e 14 de janeiro, respectivamente, logo após o "Big Brother Brasil 11".



FONTE

MURAL DA VILA

5 comentários:

Bruna D. disse...

Adorei tudo nessa pág ^^

Beth disse...

Eu tbm adorei...
A postagem "Amor em Quatro Atos" traz à tona aquele clima de romantismo que todos procuram mas que poucos encontram.

Bem amados e mal amados perplexos por encontrarem suas histórias nas poesias musicadas por Chico Buarque
agora emprestam asas a imaginação
na linguagem cênica (cenário, atores, sonoplastia, figurino, dança) que as composições "vestem" nos episódios da microssérie...

Carol disse...

Oi vocÊ sabe quem é a intérprete das músicas cantadas pela ana?! É uma voz tão bonita... gostaria de saber... obg

Beth disse...

Posso estar enganada, mas me parece que é a Ana (Alice Assef) mesmo quem interpreta as músicas...
=)

Carol disse...

É verdade quem canta é a própria atriz... Encontrei em blog onde ela falou que teve que fazer aulas de canto pra colocar o timbre parecido com o de um homem já que ela seria um travesti na história...

=)