Perfil

Minha foto
Brazil
"Acho que finalmente me dei conta que o que você faz com a sua vida é somente metade da equação. A outra metade, a metade mais importante na verdade, é com quem está quando está fazendo isso."

terça-feira, 12 de abril de 2011

Grace Carvalho


Grace Carvalho começou sua carreira musical entre 1998 e 1999, quando estudava e atuava como atriz do grupo de teatro “Guará” da Universidade Católica de Goiás. Neste grupo Grace descobriu a paixão pela música e iniciou a carreira de cantora se apresapresentando-se em eventos da própria universidade onde cursou psicologia. Grace estudou canto na Escola de Música da UFG, foi aluna do violonista Guinga e da cantora Fátima Guedes, em Brasília. Na capital federal, ela cantou com a big band do Teatro Nacional de Brasília.



Em Goiânia, sua trajetória foi marcada inicialmente por um repertório de MPB. Em 2005 Grace Carvalho apaixonou-se pelo samba e tornou-se especialista do gênero em Goiânia. A cantora apresentava-se em bares e restaurantes de Goiânia e no interior do estado com um repertório da MPB e Bossa Nova.

Um tempo de estrada trouxe a ela a paixão pelo samba raiz e choro, assim deu inicio a uma carreira madura e sólida, mostrando seu trabalho em diversos eventos e festivais do Estado e outras regiões como São Paulo e Brasília.



Grace também se apresenta em outros estilos integrando a banda goiana Pedra 70, relembrando clássicos do rock nacional da década de setenta, como Mutantes, Secos e Molhados e Novos Baianos entre outros, acompanhada por mestres locais como os músicos João Garoto, Zé Mauro e João Motoca.



Com uma voz suave e um jeito personalizado de interpretar os arranjos, Grace Carvalho dedicou-se com afinco à interpretação de repertórios de samba de raiz, com clássicos de Cartola, Noel Rosa, Chico Buarque, Tom Jobim e Zé Keti, principalmente.



Grace Carvalho lançou seu novo CD Caminhante, em um show no dia 27 de novembro/2010 no teatro do Centro Municipal Goiânia Ouro. Ela subiu ao palco acompanhada de uma banda de peso, formada por Fridinho (guitarra), Thiago Ricco (contrabaixo). Fred Valle (bateria) e Ewerton Luiz (sax).

O show teve como repertório canções autorais da goiana, que já realizou shows na Europa apresentando-se em pubs e restaurantes de Paris e Barcelona, cantando com músicos de diversas nacionalidades. Seu primeiro disco traz composições próprias, recheado de elementos do samba, dub e Afrobeat.




No novo disco, a artista também assina a produção musical ao lado de Front Jr. Lançado em julho/2010 em Goiânia, o CD agora é apresentado ao público com um show mais enxuto, com baixo, guitarra e bateria. Na opinião da cantora, um dos momentos altos é o início do show, com Samba Branco.

A composição tem o refrão: "Ladeiras, eu não subi / Não tive o mar para olhar / Mas tenho Cartola, Vinícius, Ary, Pixinguinha e Noel na vitrola". Ela também destaca a última música do espetáculo, Um Sambinha. "A canção Um Sambinha é o único samba raiz do repertório do CD. Ele está tocando muito nas rádios", comemora.

Feliz com a boa receptividade do público, Grace Carvalho conta que demorou a lançar o seu primeiro CD porque nunca teve o desejo de gravar releituras. "Sempre fui intérprete a vida inteira e queria lançar um disco feito por mim". A artista define o disco como um trabalho espontâneo. Nele ela mistura jazz, funk, dub e reggae.



Das dez músicas, nove são de autoria da artista. A exceção é Navegador, de Bruno Bonfá.



Outra faixa, De Verdade, foi feita em parceria da artista com o músico e jornalista Luiz Fernando Clímaco. A introdução de Samba Branco leva a assinatura de Chari Vercoutère. O público também vai ouvir reggae, uma paixão da artista que marca presença na canção Quiela.



FONTE

Goiania Ouro

Nenhum comentário: